Quando for passear pela capital federal, não deixe de conhecer a Catedral de Brasília. Inaugurada em 31 de maio de 1970, o monumento religioso foi assinado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e pelo engenheiro Joaquim Cardozo.

Foi a primeira obra idealizada na cidade. Dada sua grande importância, a construção foi tombada como monumento Histórico e Artístico Nacional. Atualmente, a igreja pode receber até 4 mil pessoas nas missas e também é aberta ao público para visitações.

Para ajudá-lo a entender melhor sobre essa belíssima obra e seu valor cultural, histórico e religioso, preparamos este post. Aqui você confere 5 curiosidades desse símbolo de fé para brasilienses e visitantes. Acompanhe!

1. A cruz no topo do templo

A cruz posta no topo da igreja é apenas uma das grandes relíquias do monumento. Benzida pelo papa Paulo VI e instalada em 1968, o símbolo da religião católica está a 12 metros de altura. Além do ícone ter passado pelas mãos da maior autoridade religiosa da época, a cruz também guarda duas raridades: pedaços da Cruz de Jesus Cristo e a Cruz Peitoral do primeiro arcebispo de Brasília, D. José Newton de Almeida Baptista.

2. As estátuas dos apóstolos

Nas laterais da entrada da igreja ficam as esculturas dos apóstolos de Cristo. Entalhadas por Dante Croce e Alfredo Ceschiatti, Mateus, Marcos, Lucas e João fazem a guarda do trajeto.

Feitas de bronze e com 3 metros de altura, as obras encantam os turistas que visitam o local. As imagens chamam atenção por seus ricos detalhes. Os quatro evangelistas levam com eles o pergaminho, que representa o livro bíblico que escreveram.

3. O espelho d’água

Ao redor da igreja, com capacidade para até um milhão de litros de água, fica o espelho d’água. Uma obra magnífica, que refresca o ambiente seco do cerrado e acrescenta beleza ao prédio. O lago foi construído justamente para harmonizar e esconder as colunas de concreto da Catedral. Quem vê de longe, já avista uma linda paisagem para registrar lindas fotos.

4. Os anjos da Catedral de Brasília

De dentro da igreja, é possível contemplar os anjos Gabriel, Rafael e Miguel, pendurados por cabos de aço. As imagens lindamente construídas também por Alfredo Ceschiatti inspiram fé e devoção ao ambiente religioso. Vale a pena parar e observar os detalhes dessas obras fascinantes.

5. Os sinos do campanário

Os sinos têm grande simbolismo na religião católica. É uma linda tradição de sinalizar a presença de Deus no templo e convidar os fiéis para a prece. Como não poderia deixar de ser, a Catedral de Brasília tem um belo campanário com 20 metros de altura, o qual foi idealizado por Niemeyer.

Os quatro sinos feitos de bronze foram doados pelo governo espanhol. Três receberam o nome de Santa Maria, Pinta e Nina — em homenagem às caravelas de quando Cristóvão Colombo chegou na América — e o quarto foi batizado de Pilarica, uma santa bastante cultuada na Espanha.

Como você viu, a Catedral de Brasília, além de ser um local de fé, é um ponto turístico muito especial que deve ser visitado. Mas lembre-se de, quando for a uma missa ou estiver a passeio, ter muita reverência e evitar trajes curtos como shorts e camisetas no local.

Agora que você já sabe o que esperar na Catedral de Brasília, contrate nosso tour privativo e conheça também outros lugares da cidade. Sua experiência em visitar a capital federal será maravilhosa, pois somos uma empresa especializada e experiente no mercado de turismo. Esperamos por você!